Pirpirituba fecha parceria para reativar antiga usina e pode se tornar referência em algodão no Nordeste

A Prefeitura de Pirpirituba fechou uma importante parceria para a geração de emprego e renda, bem como para visibilidade do município no cenário produtivo do Nordeste, em reunião com representantes do Governo do Estado, do Instituto Casaca de Couro e o da Embrapa Algodão.

De acordo com parceria firmada, será reativada a antiga usina de algodão localizada na Rua José Cruz, em Pirpirituba, que servirá como referência no Nordeste para a atividade de descaroçamento de algodão orgânico, ação que fomentará a agricultura local e regional, proporcionará a geração de renda e o crescimento econômico do município.

Na reunião, que aconteceu de forma remota na manhã desta terça (13), estavam o Prefeito Denílson Freitas, o Procurador do Município Danilo Rocha; a Secretária de Administração do Estado, Jaqueline Gusmão; a Presidente do Instituto Casaca de Couro, Maysa Gadelha e o Presidente da Embrapa Algodão, Alderi Emídio.

A Paraíba é o maior produtor de algodão orgânico da América Latina e o município de Pirpirituba, com a parceria, ganhará lugar de destaque nessa cadeia produtiva.

 

Sobre a Embrapa Algodão

A Embrapa Algodão é uma das 42 Unidades da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), vinculada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). Com sede em Campina Grande, na Paraíba, atua em todo o país, na geração de tecnologias, produtos e serviços para as culturas do algodão, mamona, amendoim, gergelim e sisal. Conta com 209 empregados, além de uma equipe de estagiários, bolsistas e prestadores de serviço. Desenvolve pesquisas e inovações nas áreas de melhoramento genético, controle biológico, biotecnologia, mecanização agrícola, qualidade de fibras de algodão, sanidade vegetal, entre outras.

 

COMPARTILHAR